O Design da Loja Virtual e o Vendedor

Os frequentadores mais assíduos de nosso Blog já devem ter visto vários artigos discutindo o quanto o design da loja virtual pode interferir na decisão de compra do visitante.

Mas como o mercado virtual ainda é muito recente, é comum vermos ainda empreendedores que colocam 100% da culpa de sua loja virtual não conseguir vender nas campanhas em que ele está investindo.

A aparência conta tanto para um vendedor como para uma loja virtual

Comecemos pela aparência. Um vendedor mal vestido ou com aparência desleixada dificilmente atrairá a atenção de um cliente, e dificilmente o cliente irá querer ser atendido por esta pessoa.

O mesmo vale para uma loja virtual, com problemas de aparência dificilmente irá ganhar credibilidade do cliente para convencê-lo a comprar. Uma coisa da qual poucos empreendedores se lembram é que o mercado virtual já existe há um bom tempo, mas só se tornou uma verdadeira fonte de vendas quando a tecnologia permitiu que as lojas tivessem layouts de fácil interação para o consumidor.

E é este o segundo fator de comparação, a interação. Um vendedor rude, de mau humor, dificilmente conseguirá interagir com um cliente, e a mesma coisa é válida para uma loja virtual, que caso possua sérios problemas de usabilidade, principalmente no processo de fechamento da venda, fará com que o cliente não consiga interagir com a loja, o que em muitos casos provocará stress e fará com que o cliente acabe desistindo da compra.

Uma loja virtual só adquire experiência e credibilidade quando está 100% concluída

Para que entendamos o terceiro e último fato de comparação, peço para que você leitor imagine a situação de ser atendido por um vendedor novo, inexperiente no ramo de atividade e que não recebeu nenhum treinamento, mesmo que ele seja cordial e prestativo, não conseguirá cobrir todas as dúvidas e argumentos de um cliente, podendo irritá-lo e fazer com que ele desista da compra ou que acabe saindo com ainda mais dúvidas sobre comprar ou não o produto.

A mesma coisa é válida para uma loja virtual que não concluiu todo o processo de desenvolvimento e foi colocada no ar. Por mais que ela seja organizada e atraente, o cliente poderá encontrar falhas que irão desmotivá-lo na compra.

Boas Vendas!

Posts Relacionados

2 comments

Viva,

Falou do design, da comparação entre um vendedor e uma loja online mas nada adiantou em relação ao verdadeiro design e estrutura de sites/lojas online. Não nos esqueçamos que o design é dividido em cores e estrutura e estas duas têm que estar de mãos dadas… para se vender online temos ainda que ter em conta o número de cliques e o nº de passos realizados ate à compra efectiva… ao qual a estrutura/layout é essencial…

Olá Luis obrigado pelo comentário,

Realmente não fomos a fundo na questão do design, mas existe uma justificativa para isso, este artigo procurou abordar a loja como influência de venda e desmistificar o fator de que são as mídias responsáveis pela venda, para que o artigo não se perdesse e o assunto não ficasse tão cansativo, não nos aprofundamos no fator design, mas você está totalmente correto as cores influenciam direta e indiretamente na decisão de compra bem como os outros fatores que você citou.

Fique a vontade em nosso blog temos outros artigos que abordam mais expressivamente os temas de design, aproveite para acompanhar nosso material e participar.

Faça seu Comentário