Google X Facebook. Qual o melhor para anunciar?

Senhoras e senhores, vai começar a luta do século! No canto esquerdo deste artigo, Google AdWords, com aproximadamente 13 anos de experiência em publicidade virtual, exposição de 98,8% dos internautas, através da rede de pesquisa do Google e da rede de displays dos canais que disponibilizam os banners do Google AdSense.

Do outro lado, seu desafiante Facebook Ads, lançado há alguns anos, mas já com números expressivos. São mais de 76 milhões de brasileiros que gastam uma média de 535 minutos online na rede social por mês.

 

Tanto o Google como o Facebook têm ferramentas parecidas, mas que podem adquirir funções bem distintas

E que comece a luta. Vamos ao primeiro round: o Google Adwords aparenta levar vantagem por seus anos de experiência que já o consagram como uma ferramenta eficiente e que traz bons resultados para seus anúncios.

Mas o Facebook Ads ,por ser mais novo, apresenta estratégias de anúncios mais modernas que permitem ao anunciante uma interação muito maior com seus futuros clientes.

E depois de um primeiro round apertado, vamos para o segundo.

Neste, a rede social mostra sua diversidade de golpes expondo todas as variações de anúncio que seu anunciante pode utilizar, variando de propagação de posts interativos, anúncios de texto com imagem tradicional no canto direito, vídeos, além de permitir o re-targeting, todos com a possibilidade de levar os clientes para a Fan Page ou diretamente para a página do Anúncio.

O buscador não ficou para trás e mostrou que seus anos a mais de experiência fizeram com que ele também apresentasse uma grande variedade de formatos de anúncio, mesmo com seu formato tradicional não contando com imagem.

 

Ambas as ferramentas possuem uma grande diversidade para os anunciantes impactarem seus futuros clientes

Ele ainda apresenta formatos diversificados com os tradicionais banners espalhados pelos 4 cantos da internet, anúncios em vídeo no segundo maior portal de buscas e primeiro de vídeos que é o Youtube, além do remarketing.

Vamos ao terceiro e último round com o contexto final de cada um deles.

O Google permite um gerenciamento da campanha muito mais preciso e completo graças a seus anos a mais, permitindo que as campanhas tenham um refinamento muito melhor e apresentem os resultados esperados, em contrapartida, estes anos a mais fizeram com que ele tenha um custo muito maior para seus anunciantes com aumento expressivo no custo das palavras-chave.

Já o Facebook tem como principal vantagem uma segmentação muito mais precisa do público-alvo, já que ao invés de selecionarmos palavras-chave que as pessoas pesquisaram, ele permite selecionar os interesses das pessoas. Por outro lado, ainda peca em campanhas que precisem de vendas diretas.

 

Em determinadas Campanhas a Estratégia de combinação das duas ferramentas pode ser muito mais eficiente para sua empresa

O resultado desta luta fica para os juízes, que lógico são os profissionais de marketing digital, e vale lembrar que dependendo do seu ramo de atividade a combinação dos dois pode ser muito mais eficiente que a rivalidade.

Até o próximo Artigo!

Posts Relacionados

Faça seu Comentário